Reflexão

"Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo." Paulo Freire

1º ANO - ENS. FUNDAMENTAL (ALFABETIZAÇÃO)

O QUE É ESTAR ALFABETIZADO?

A leitura e a escrita são habilidades que podemos aperfeiçoar ao longo de toda a vida. Por isso, é difícil estabelecer um marco preciso que delimite o que é estar alfabetizado ou não. Estudos atuais têm mostrado que para uma pessoa chegar a utilizar com autonomia a linguagem escrita para ter acesso a informações e continuar aprendendo é preciso que tenha passado por um período relativamente longo de aprendizagem – em termos ideais, que tenha completado o Ensino Fundamental.
É possível, entretanto, estabelecer um patamar relativo a essa primeira etapa da aprendizagem da linguagem escrita, tradicionalmente chamada de alfabetização.

No final dessa etapa espera-se que:

• em relação à linguagem oral, os alunos tenham aperfeiçoado alguns recursos expressivos, falando perante o grupo com mais desenvoltura, argumentando em defesa de suas idéias, expondo suas dúvidas e identificando diferentes opiniões expressadas pelos colegas;
• em relação à escrita, que tenham dominado o mecanismo de representação da escrita, ainda que cometam muitos erros de ortografia; que escrevam textos legíveis, com um mínimo de coerência, mesmo que não usem pontuação (será compreensível se seu texto ainda tiver marcas da oralidade, se repetir palavras e idéias);
• em relação à leitura, espera-se que os alunos identifiquem os tipos de texto mais usuais; que relacionem o formato dos textos com seu conteúdo, que utilizem estratégias de leitura, como a antecipação do conteúdo do texto a partir do título ou de ilustrações; que compreendam textos lidos em voz alta pelo educador e que possam ler e compreender pequenos textos em linguagem familiar, demonstrando essa compreensão por meio da exposição oral das idéias principais.

PROMOVAM SEMPRE EXPERIÊNCIAS RICAS E LÚDICAS DE LEITURA E ESCRITA AOS ALUNOS.



ORIENTAÇÕES PARA O TRABALHO COM O 1º ANO


1. QUANDO POSSO PEDIR QUE AS CRIANÇAS ESCREVAM?

  •  Sempre. Deve-se analisar os níveis da escrita.
2. COMO FAÇO TODOS AVANÇAREM SE OS NÍVEIS DE CONHECIMENTO SÃO MUITO DIFERENTES?

  •  Organizar os alunos em grupos e duplas que estejam em fase de alfabetização próximas.
  •  O nome da criança e dos colegas é o ponto de partida.
3. FAZ SENTIDO OFERECER TEXTOS A ESTUDANTES NÃO ALFABETIZADOS?

  • Sim. Podem ser selecionados textos de acordo com o nível da criança, por ex., canções, poesias, parlendas, contar histórias com textos não-verbais.
4. COMO SELECIONAR E USAR OS TEXTOS EM SALA DE AULA?

  •  Apresentar diversos gêneros (folhetos, embalagens, contos e manuais), mas aprofundar-se em um ou dois.Ex.: narrativas.
  • Analisar a experiência com a escrita que o aluno já teve, se freqüentou a Ed. Infantil.
  •  Após analisar o nível da turma, trabalhar com textos de fácil compreensão.
5. A ESCOLA OFERECE VÁRIAS PRÁTICAS SOCIAIS DE ESCRITA?

  • A sala de aula deve ter um ambiente alfabetizador e o professor deve considerar o pouco acesso à cultura escrita que os alunos têm.
6. PRECISO ENSINAR OS NOMES DAS LETRAS?
  •  O professor deve explorar sempre o alfabeto em suas aulas, explicando o som e o nome de cada letra.
7. AO FIM DO 1º ANO, TODOS OS ALUNOS DEVEM ESTAR ALFABETIZADOS?

Analisar :
  • Crianças que são expostas a textos e leituras variadas = reflexão sobre a língua e produção de textos.
  • Crianças que não têm contato com textos e não convivem com leitores = necessitam de mais tempo para aprender a ler e escrever.


A CRIANÇA LÊ PELOS OLHOS DO PROFESSOR PORQUE AINDA NÃO PODE FAZER ISSO SOZINHA.
ABRAÇO!
Débora Freitas Barcoelos
Coordenadora do 1º ano - Formação Continuada

Ocorreu um erro neste gadget