Reflexão

"Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo." Paulo Freire

MATEMÁTICA


ATIIVDADES COM O ÁBACO

O ábaco tem como objetivo facilitar a compreensão dos sistemas de numeração decimal e operações de adição e subtração.
A seguir algumas atividades com o ábaco de pinos que foram desenvolvidas com os professores que estão participando do curso “Fábrica de Matemática”.


1-Realize no ábaco o que é pedido descrevendo cada procedimento realizado.
a) 100. Retire uma unidade. Quanto ficou?
b) 240. Retire uma unidade. Quanto ficou?
c) 99. Acrescente uma unidade. O que aconteceu?
d) 190. Acrescente uma dezena. E agora o que aconteceu?
e) 999. Acrescente uma unidade. Qual o total? O que foi preciso fazer?

2- O estado do Rio de Janeiro já contabilizou 56 882 casos suspeitos de dengue, com 39 mortes registradas. Os dados constam de relatório da Secretaria de Saúde, divulgado esta semana, sobre as ocorrências da doença entre 2 de janeiro e 16 de abril.
Fonte: www.band.com.br, em 21/04/2011

Represente no ábaco a quantidade de casos de dengue contabilizados no estado do Rio de Janeiro e em seguida sobre ele faça o que se pede.
a) Decomponha-o.

____ centenas + ____ dezenas + _____ unidades
____ x 100 + ____x 10 + ___ x 1

b)Responda:
- Quantas unidades ele tem?
- Quantas dezenas?
- Quantas centenas?
- E quantas unidades de milhar?
- Há quantas dezenas de milhar?

3-“Nunca 10”

Objetivos:
- Construir o significado de Sistema de Numeração Decimal explorando situações-problema que envolvam contagem;
- Compreender e fazer uso do valor posicional dos algarismos, no Sistema de Numeração Decimal.

Material:

Ábaco de pinos – 1 por aluno
2 dados por grupo

Metodologia:

Os alunos divididos em grupos deverão cada um na sua vez, pegar os dois dados e jogá-los, conferindo o valor obtido. Este valor deverá ser representado no ábaco. Para representá-lo deverão ser colocadas argolas correspondentes ao valor obtido no primeiro pino da direita para a esquerda (que representa as unidades). Após todos os alunos terem jogado os dados uma vez, deverão jogar os dados novamente, cada um na sua vez.
Quando forem acumuladas 10 argolas (pontos) no pino da unidade, o jogador deve retirar estas 10 argolas e trocá-las por 1 argola que será colocada no pino seguinte, representando 10 unidades ou 1 dezena. Nas rodadas seguintes, os jogadores continuam marcando os pontos, colocando argolas no primeiro pino da esquerda para a direita (casa das unidades), até que sejam acumuladas 10 argolas que devem ser trocadas por uma argola que será colocada no pino imediatamente posterior, o pino das dezenas.
Vencerá quem colocar a primeira peça no terceiro pino, que representa as centenas.

O ábaco de pinos pode ser construído com diferentes materiais como: caixa de ovos, sabão em pedra ou isopor (servindo de base para as ordens e classes), palito para churrasco (para indicar cada ordem), macarrão de furinho, argolas ou borrachinhas para cabelo (representando a unidade).
No curso “Fábrica de Matemática” os professores construíram ábacos de sabão.

APROVEITEM AS DICAS!!!
FERNANDA RIBEIRO E CRISTINA PEDRA
COORDENADORAS DE MATEMÁTICA
FORMADORAS NO CURSO "FÁBRICA DA MATEMÁTICA"
02/05/2011


SUGESTÃO DE ATIVIDADE 

Que tal aproveitar esse início letivo e desenvolver nas aulas de Matemática atividades a partir de fatos nacionais e internacionais, que foram destaque no período das férias?


Por exemplo, a enchente na região serrana, o maior desastre natural ocorrido no nosso país, pode ser utilizada em sala de aula em análises numéricas (leitura, escrita, representação e comparação de números, construção e interpretação de gráficos e tabelas, elaboração de situações problemas, ...).


● Sobe para 873 o número de mortos após tragédia na região serrana do Rio

Em Nova Friburgo, 421 corpos foram encontrados, e em Teresópolis, 355

Fonte: R7, em 05/02/2011, às 18h10

O número de mortos em consequência das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro já chega a 873, de acordo com os dados divulgados pelas prefeituras neste sábado (5).
A assessoria da Prefeitura de Teresópolis informou que subiu para 355 o número de mortos no município. Nova Friburgo registra 421 óbitos, Petrópolis, 71, e Sumidouro, 21 mortes. Em São José do Vale do Rio Preto, foram encontrados quatro corpos, e em Bom Jardim, uma pessoa morreu.

Tragédia das chuvas

Um forte temporal atingiu a região serrana do Estado do Rio de Janeiro entre a noite de 11 de janeiro e a manhã do dia seguinte. Choveu em um 24 horas o esperado para o mês inteiro e o resultado foi a maior tragédia climática registrada no país, segundo especialistas de várias áreas.
Deslizamentos de terra e enchentes mataram mais de 800 pessoas e deixaram mais de 400 desaparecidas. Cerca de 30 mil sobreviventes ficaram desalojados ou desabrigados. Escolas, ginásios esportivos e igrejas viraram abrigos. Hospitais ficaram cheios de feridos na primeira semana; estando a maioria já recuperada. Cerca de 15 dias depois da catástrofe, doenças como leptospirose (provocada pelo contato com a urina de rato) começaram a assolar a população. Autoridades então passaram a monitorar casos confirmados e pacientes suspeitos, além de educar o povo em relação à prevenção.
As cidades de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto, Bom Jardim e Areal foram as mais afetadas e decretaram estado de calamidade pública. Serviços como água, luz e telefone foram interrompidos, estradas foram interditadas, pontes caíram e bairros ficaram isolados durante alguns dias.

Fonte: revista Época, em 22/01/2011





Aproveitem a dica!
Abraço!
Fernanda Freitas e Cristina Pedra
Coordenadoras de matemática - Formação Continuada
Ocorreu um erro neste gadget